Versões:

(ARC) - 1969 - Almeida Revisada e Corrigida


54 d.C.

2:1
DEPOIS, passados quatorze anos, subi outra vez a Jerusalém com Barnabé, levando também comigo Tito.
2:2
E subi por uma revelação, e lhes expus o evangelho, que prego entre os gentios, e particularmente aos que estavam em estima; para que de maneira alguma não corresse ou não tivesse corrido em vão.
2:3
Mas nem ainda Tito, que estava comigo, sendo grego, foi constrangido a circuncidar-se;
2:4
E isto por causa dos falsos irmãos que se tinham entremetido, e secretamente entraram a espiar a nossa liberdade, que temos em Cristo Jesus, para nos porem em servidão;
2:5
Aos quais nem ainda por uma hora cedemos com sujeição, para que a verdade do evangelho permanecesse entre vós.
2:6
E, quanto àqueles que pareciam ser alguma coisa (quais tenham sido noutro tempo, não se me dá; Deus não aceita a aparência do homem), esses, digo, que pareciam ser alguma coisa, nada me comunicaram;
2:7
Antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão me estava confiado, como a Pedro o da circuncisão
2:8
(Porque aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão esse operou também em mim com eficácia para com os gentios),
2:9
E conhecendo Tiago, Cefas e João, que eram considerados como as colunas, a graça que se me havia dado, deram-nos as destras, em comunhão comigo e com Barnabé, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão;
2:10
Recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres: o que também procurei fazer com diligência.
2:11
E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível.
2:12
Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e, se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão.
2:13
E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação.
2:14
Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?
2:15
Nós somos judeus por natureza e não pecadores dentre os gentios.
2:16
Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé de Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada.
2:17
Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma.
2:18
Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor.
2:19
Porque eu pela lei estou morto para a lei, para viver para Deus.
2:20
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.
2:21
Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde.

Enciclopédia

Aqui você pode gerar uma enciclopédia sobre a perícope Gálatas 2:1-21 para a tradução (ARC) - 1969 - Almeida Revisada e Corrigida
Gerar Enciclopédia

Pesquisando por Gálatas 2:1-21 nas obras literárias.

Procurar Vídeos Sobre Gálatas 2:1

Referências em Livro Espírita


Saulo Cesar Ribeiro da Silva

gl 2:3
Evangelho por Emmanuel, O – Comentários às Cartas de Paulo

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 0
Francisco Cândido Xavier
Emmanuel
Saulo Cesar Ribeiro da Silva
Detalhes Comprar
gl 2:8
Pão Nosso

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 35
Página: 81
Francisco Cândido Xavier
Emmanuel
Saulo Cesar Ribeiro da Silva
Detalhes Comprar
gl 2:11
Evangelho por Emmanuel, O – Comentários aos Atos dos Apóstolos

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 83
Francisco Cândido Xavier
Emmanuel
Saulo Cesar Ribeiro da Silva
Detalhes Comprar
gl 2:11
Paulo e Estêvão

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 5
Francisco Cândido Xavier
Emmanuel
Saulo Cesar Ribeiro da Silva
Detalhes Comprar

Irmão José

gl 2:20
Crer e Agir

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 6
Francisco Cândido Xavier
Irmão José
Detalhes Comprar

Autores diversos  

gl 2:20
Recanto de paz

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 24
Francisco Cândido Xavier
Autores diversos  
Detalhes Comprar

Manoel Philomeno de Miranda

gl 2:20
Nos Bastidores da Obsessão - Novo Projeto

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 11
Divaldo Pereira Franco
Manoel Philomeno de Miranda
Detalhes Comprar

Joanna de Ângelis

gl 2:20
Em Busca da Verdade

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 2
Divaldo Pereira Franco
Joanna de Ângelis
Detalhes Comprar
gl 2:20
No Rumo da Felicidade

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 2
Divaldo Pereira Franco
Joanna de Ângelis
Detalhes Comprar
gl 2:20
Lições para a Felicidade

Categoria: Livro Espírita
Capítulo: 29
Divaldo Pereira Franco
Joanna de Ângelis
Detalhes Comprar

Referências em Outras Obras


CARLOS TORRES PASTORINO

gl 2:2
Sabedoria do Evangelho - Volume 2

Categoria: Outras Obras
Capítulo: 2
CARLOS TORRES PASTORINO
Detalhes Comprar
gl 2:9
Sabedoria do Evangelho - Volume 4

Categoria: Outras Obras
Capítulo: 14
CARLOS TORRES PASTORINO
Detalhes Comprar
gl 2:10
Sabedoria do Evangelho - Volume 6

Categoria: Outras Obras
Capítulo: 20
CARLOS TORRES PASTORINO
Detalhes Comprar
gl 2:20
Sabedoria do Evangelho - Volume 1

Categoria: Outras Obras
Capítulo: 25
CARLOS TORRES PASTORINO
Detalhes Comprar
gl 2:20
Sabedoria do Evangelho - Volume 8

Categoria: Outras Obras
Capítulo: 2
CARLOS TORRES PASTORINO
Detalhes Comprar

Locais

ANTIOQUIA
Clique aqui e abra o mapa no Google (Latitude:36.2, Longitude:36.15)
Nome Atual: Antáquia
Nome Grego: Ἀντιόχεια
Atualmente: Turquia

História:

Foi fundada nos finais do século IV a.C. por Seleuco I Nicátor, que a tornou a capital do seu império. Seleuco servira como um dos generais de Alexandre III da da Macedônia, e o nome Antíoco ocorria frequentemente entre membros da sua família.

Antioquia no século XIXCharlotte Mary Yonge

Flávio Josefo descreveu Antioquia como tendo sido a terceira maior cidade do Império Romano e também do mundo, com uma população estimada em mais de meio milhão de habitantes, depois de Roma e Alexandria. Cresceu a ponto de se tornar o principal centro comercial e industrial da província romana da Síria. Era considerada como a porta para o Oriente. Júlio César, Augusto e Tibério utilizavam-na como centro de operações. Era também chamada de "Antioquia, a bela", "rainha do Oriente", devido às riquezas romanas que a embelezavam, desde a estética grega até o luxo oriental.

O culto à deusa Astarte pelas mulheres da cidade de Antioquia chocava os cristãos, de forma que foi abolido por Constantino I. A maioria da população era síria ("gentios"), embora houvesse numerosa colônia judaica. A cultura era tipicamente grego-helenista.

A cidade conservou uma grande opulência e a Igreja continuou a crescer enquanto durou o Império Romano. Em 538, o rei Cosroes I a tomou e destruiu. O imperador Justiniano reconstruiu-a, mas no ano 635, os sarracenos a tomaram, e em 1084 passou para o domínio do Império Seljúcida. Excetuando o período decorrente entre 1068 e 1269, em que foi sede de um reino cristão fundado pelos cruzados, o Principado de Antioquia, tem continuado em poder dos muçulmanos. Hoje, a moderna Antáquia permanece sede de um patriarcado das igrejas católica romana e ortodoxa.


Cidade grega e metrópole da Síria. Terceira cidade do Império Romano, inferior apenas à Roma e Alexandria. Base de onde partiram Paulo e Barnabé: Atos 11:13-1
Muralhas de Antioquia no monte Sílpio, durante as Cruzadas

Antioquia ocupa um importante lugar na história do cristianismo. Foi onde Paulo de Tarso pregou o seu primeiro sermão (numa sinagoga), e foi também onde os seguidores de Jesus foram chamados pela primeira vez de cristãos (Atos 11:26).



JERUSALÉM
Clique aqui e abra o mapa no Google (Latitude:31.783, Longitude:35.217)
Nome Atual: Jerusalém
Nome Grego: Ἱεροσόλυμα
Atualmente: Israel
Jerusalém – 760 metros de altitude (Bronze Antigo) Invasões: cercada por Senequaribe em 710 a.C.; dominada pelo Faraó Neco em 610, foi destruída por Nabucodonosor em 587. Depois do Cativeiro na Babilônia, seguido pela restauração do templo e da cidade, Jerusalém foi capturada por Ptolomeu Soter em 320 a.C., e em 170 suas muralhas foram arrasadas por Antíoco Epifânio. Em 63 a.C. foi tomada por Pompeu, e finalmente no ano 70 de nossa era foi totalmente destruída pelos romanos.

Localizada em um planalto nas montanhas da Judeia entre o Mar Mediterrâneo e o mar Morto, é uma das cidades mais antigas do mundo. De acordo com a tradição bíblica, o rei Davi conquistou a cidade dos jebuseus e estabeleceu-a como a capital do Reino Unido de Israel, enquanto seu filho, o rei Salomão, encomendou a construção do Primeiro Templo.

MORTO
Atualmente: ISRAEL
O Mar Morto é um grande lago salgado, que possui 80 quilômetros de extensão, por 12 quilômetros de largura e está situado entre ISRAEL e Jordânia numa altitude de 400 metros abaixo do nível do mar. O Mar Morto pode ser comparado a um ralo que recebe todos os minerais que escorrem das montanhas vizinhas trazidos pela chuva: enxofre, potássio, bromo, fosfato, magnésio e sódio. A lama que se forma no fundo, é aproveitada para banhos e cosmética. Em suas águas, seis vezes mais salgadas do que as do oceano, vivem apenas microorganismos muito simples. Praticamente, não há vida.


Comentários

Beacon

Comentário Bíblico de Beacon - Interpretação abrangente da Bíblia por 40 teólogos evangélicos conservadores






Champlin

Antigo e Novo Testamento interpretado versículo por versículo por Russell Norman Champlin é cristão de cunho protestante
































































































Genebra

Comentários da Bíblia de Estudos de Genebra pela Sociedade Bíblica do Brasil para versão Almeida Revista e Atualizada (ARA)






Matthew Henry

Comentário Bíblico de Matthew Henry, um pastor presbiteriano e comentarista bíblico inglês.












Wesley

Comentário bíblico John Wesley - Metodista - Clérigo Anglicano






Wiersbe

Comentário bíblico expositivo por Warren Wendel Wiersbe, pastor Calvinista






Russell Shedd

Comentários da Bíblia por Russell Shedd, teólogo evangélico e missionário da Missão Batista Conservadora.






NVI F. F. Bruce

Comentário Bíblico da versão NVI por Frederick Fyvie Bruce, um dos fundadores da moderna compreensão evangélica da Bíblia






Moody

Comentários bíblicos por Charles F. Pfeiffer, Batista
















































Francis Davidson

O Novo Comentário da Bíblia, por Francis Davidson


















John MacArthur

Comentario de John Fullerton MacArthur Jr, Novo Calvinista, com base batista conservadora






Barclay

O NOVO TESTAMENTO Comentado por William Barclay, pastor da Igreja da Escócia







Mapas Históricos

JERUSALÉM NO TEMPO DO NOVO TESTAMENTO








ESTRADAS E TRANSPORTE NO MUNDO BÍBLICO








As condições climáticas de Canaã








A Agricultura de Canaã








GEOLOGIA DA PALESTINA








HIDROLOGIA, SOLO E CHUVAS NA PALESTINA








AS CARTAS DO NOVO TESTAMENTO

48-95 d.C.







O CLIMA NA PALESTINA








CIDADES DO MUNDO BÍBLICO








O MINISTÉRIO DE JESUS: PRIMEIRO ANO

30 d.C. a março de 31 d.C.







O NASCIMENTO DA IGREJA

33-49 d.C.







A MORTE DE JESUS E O TÚMULO VAZIO

33 d.C.








Colaboradores

Esta é uma área reservada para apresentar os materiais enviados pelos colaboradores.
Confira, abaixo, os materiais enviados por outros colaboradores.

Aplicativo

Sydemy Garcia de Souza Junior - São Paulo
Paulo em Jerusalém
Gálatas 2:7-9
Ver Texto

Paulo em Jerusalém!

"as portas fechadas"

As três decisões da reunião de Jerusalém

Dois Apostolados

1. Pedro circuncisão 

2. Paulo gentios 

Aquele que atuou eficazmente em Pedro, para o apostolado da circuncisão, esse atuou em mim, com eficácia, para o apostolado aos gentios" (Gálatas 2,7)

Os Dois Evangelhos

1. Paulo, Incircuncisão

2. Pedro, Circuncisão 

"Quando viram que o evangelho da incircuncisão me estava confiado, como a Pedro o da circuncisão" (Gálatas 2,8)

As Duas Audiências

1. Pedro para judeus

2. Paulo para gemtios

"Reconhecendo Tiago, Cefas e João, que eram as colunas, a graça que me havia sido dada, nos deram as destras, em comunhão comigo e Barnabé, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão"

(Gálatas 2,9)

Infelizmente não vemos no livro de Atos e nem nas cartas dos três colunas de Jerusalém, Pedro, Tiago e João, A confirmação deste acordo. Há suspeitas quanto ao discurso de Pedro no Concílio de Jerusalém, usurpando o apostolado de Paulo aos gentios, assim como a substituição do título apóstolo, pelo termo, irmão, em sua Carta, enviada a comunidade de Paulo, depois de sua morte em Roma. O conflito de Paulo com Pedro em Antioquia confirma esta quebra de acordo por parte de Pedro, onde Paulo utilizou palavras como simulação e hipocrisia, para descrever o evento (Gálatas 2,11-14)


Contribua conosco. Envie seus estudos sobre Gálatas 2:1-21.
Podem ser texto, planilha, áudio, apresentação ou vídeo.

Enviar meu Material


Referências Bíblicas de Gálatas 2:1-21

Como a bíblia foi escrita por diversos autores e em períodos e regiões diferentes, a ocorrência de conteúdo cruzado é um ponto útil para o estudo já que explica o texto com referências da própria bíblia.

Ver referências